Documentário: O METAL RESGATANDO NOSSA HISTÓRIA.

PRIMORDIUM - "NUIT" [NOVA MUSICA]

sábado, 2 de agosto de 2014

Anthares - Discografia


Formado na cidade de São Paulo por um grupo de amigos que se divertiam tocando covers, o Antahres tornou-se uma realidade em 1985, quando a primeira formação da banda se consolidou com Evandro Júnior na bateria e Pardal no baixo, remanescentes até hoje, além dos guitarristas Cristiam e Aranha e do lendário vocalista Henrique "Poço".

Com a definição do nome, escolhido ao acaso e proveniente de uma estrela da constelação de Escorpião, o quinteto partia então para a composição de seu próprio material. Sua parte lírica já retratava a alienação social em toda a sua diversidade, temas como os distúrbios da mente humana, a violência social e o caos mundial das guerras, do pesadelo nuclear e das ditaduras eram prioridade no direcionamento contestador da banda desde suas primeiras composições.

O show de estréia do Anthares aconteceu em Julho de 1985 com abertura da extinta banda paulista Titânio. Impossível imaginar o que estaria por vir após sua primeira aparição no cenário paulista. Este show representou o estopim de diversas apresentações antológicas, como por exemplo o festival de São José dos Campos em Abril de 1987, onde o Anthares tocou com Sarcófago e Tharithimas diante de um público de 1800 pessoas. O Anthares tocou várias vezes no extinto Raimbow Bar, na época, o principal ponto de concentração de bangers de toda a metrópole paulista. A banda superou todos os recordes de público em suas apresentações, uma delas foi em agosto de 1987, onde o público superou as expectativas por duas noites consecutivas.

Em Dezembro de 1987 o ANTHARES lançou o seu primeiro álbum, "No Limite da Força", através do selo Devil Discos. Foram gastas 60 horas e gravadas 8 músicas em 24 canais, dentre elas, algumas que já faziam parte do repertório da banda em seus primeiros shows, e que já eram bastante conhecidas do público, como "No Limite da Força", "Chacina" e "Paranóia Final".

A banda percorreu todo o ano de 1988 promovendo o álbum "No Limite da Força". Muitas matérias em Revistas e Fanzines, entrevistas em programas especializados de rádios FM, além de, é claro, muitos shows. Uma das apresentações foi no grande festival da cidade de Santa Izabel, que além do Anthares contou com as bandas Sepultura, Dorsal Atlântica e Attomica, realizado no principal ginásio da cidade para um grande um público. Em abril de 1989 a banda se apresentou em Brasília junto ao MX, num dos melhores shows de sua carreira, no tradicional Gran Circo Lar. Outra grande apresentação do Anthares foi na primeira versão do grande World's Thrash Festival, produzido pela gravadora Heavy Metal Maniac, um dos maiores e mais bem sucedido festival de Metal já realizado em São Paulo, que reuniu numa mesma noite, Sepultura, R.D.P., Korzus, Attomica, Revange e Anthares.

Em 1989 vieram mudanças inesperadas na formação, algo que o grupo não enfrentava desde a estabilidade de sua primeira formação em 1985. Primeiro, a saída de Cristian, que mudou-se para o Chile, seu país de origem. Em seu lugar, chegou o guitarrista Topperman, que tocou na primeira formação do Korzus. Alguns meses depois, era a vez do vocalista Henrique "Poço" deixar a banda devido a divergências com o produtor quanto à forma do segundo álbum que estava prestes a ser gravado. Foi como o fim de um ciclo, e ao mesmo tempo, um recomeço imprevisível. Pouco se ouviu falar do Anthares no ano de 1990 e, enquanto muitos se perguntavam sobre seu destino, a banda trancava-se nos estúdios batalhando a reconstrução de seu futuro. Em 1991 o guitarrista Aranha cedeu seu lugar a Mauricio, ex-Megaforce. Vieram novos vocalistas no biênio 90/91, porém nenhum conseguiu se manter na banda. A formação só se estabilizou definitivamente apenas no final de 1991, com a chegada do vocal Renato.

Com Evandro Júnior (bateria), Pardal (baixo), Topperman e Mauricio (guitarras) e Renato (vocal), o Anthares ressurgiu revitalizado. As músicas eram cantadas com letras em inglês, já que o objetivo era alcançar o mercado externo. O entrosamento definitivo foi adquirido pela nova formação em curto espaço de tempo e o Anthares caminhou para a sua primeira década de vida. A banda chegou a gravar alguns materiais em inglês que revelaram a grande evolução alcançada durante todos esses anos. O Anthares continuou as suas atividades, compondo novas músicas e realizando vários shows. As apresentações se concentravam principalmente na capital do estado de São Paulo e em muitas cidades do interior. As novas composições mostravam uma nova cara da banda, com um estilo mais técnico e que seguia as principais tendências da época. Em 1996 os objetivos de vida de cada um dos membros da banda seguiram caminhos distintos e, com as metas diferentes, a banda não conseguiu seguir o seu rumo com uma força única e coesa. Foi quando os membros decidiram encerrar as suas atividades e cada um saiu em busca do seu objetivo.

A ideia de colocar o Anthares novamente na ativa esteve sempre presente durante todos os anos que a banda esteve parada. Isso se tornou realidade quando Frank convidou os membros do Anthares para realizar um show em Junho de 2004. A mesma formação de 1996 estaria presente, porém o vocalista Renato, morando fora do Brasil, não poderia participar do retorno da banda. Desta forma, o próprio Frank assumiu os vocais com os remanescentes dos anos 90 e o Anthares se manteve fazendo shows entre os anos de 2005 e 2006, tocando as músicas do clássico No Limite da Força.
No fim de 2008, houve outra alteração de vocalista com a entrada de Diego e a banda iniciou o trabalho de reformulação do repertório incorporando novas músicas, que são provas inegáveis do novo direcionamento musical, evidenciado pela técnica e pelo peso. Desta forma o Anthares está na ativa cantando em português, realizando shows por todo o Brasil e, mantendo as velhas raízes da banda mesclada com a nova agressividade destrutiva, apresentará seu novo álbum em 2013 .


Discografia:

Álbum: No Limite da Força
Gênero: Thrash Metal
Ano: 1987
Download: 4Shared













Álbum: O Caos da Razão
Gênero: Thrash Metal
Ano: 2015
Download: 4Shared

Um comentário:

  1. Hola , los enlaces estan caidos , podrian subir la discografia completa de esta banda ?

    ResponderExcluir